sexta-feira, 27 de julho de 2012

magia de amor

o texto seguinte com atenção.

Antes de mais, convém definir o objectivo desta amarração.

Esta amarração é uma conjura de poderes para persuadir um homem ou uma mulher a desejar a pessoa que faz o feitiço. Não falo do desejo romântico, é mais um desejo do tipo que uma pessoa busca sempre a outra. Isto não é uma simpatia de amor, mas sim um feitiço de conjura e controlo, uma amarração.

Para amarrar uma pessoa através desta amarração, não precisa de ter tido um relacionamento amoroso com ela.

Os materiais necessários são os seguintes:

* 2 Velas negras;
* Papel e caneta;
* Uma fotografia, ou outra imagem, da pessoa a “amarrar”;
* Incenso de Olíbano (preferencialmente Olíbano da Somália);
* Sal (não importa se fino ou refinado, desde que seja sal);
* Pequeno caldeirão ou recipiente de metal (tem de ser de metal);
* Isqueiro ou caixa de fósforos(ou outra coisa semelhante, para acender as velas e o incenso);

Qualquer um destes materiais é muito importante para a realização da amarração e não pode ser trocado por outro.

O ritual deve ser realizado na noite de lua cheia, caso contrário perderá muita da sua força, podendo demorar muito mais tempo a fazer efeito ou até não fazer efeito.

A amarração pode ser feita dentro ou fora de casa.

Deve fazer o seguinte:

Primeiro, prepare o altar com:

# Duas velas negras;
# Um papel com o nome da pessoa que quer prender;
# Uma fotografia da pessoa que quer prender;
# Incenso de Olíbano;

De seguida, acenda as velas e o incenso de Olíbano.

Enquanto o incenso está a queimar, aproveite para traçar o círculo mágico, com o sal. Comece no Norte e vá traçando o círculo no sentido dos ponteiros do relógio ( Norte – Este – Sul – Oeste – Norte).
Só você deve ficar dentro do círculo, o altar deve ficar de fora, mas ao alcance das suas mãos.

Quando acabar de traçar o círculo, ponha-se no centro dele e diga:
“Eu saúdo-vos e conjuro-vos,

Ó linda Lua, ó estrela mais bela, ó luz brilhante que tenho na mão.

Pelo ar que respiro, pelo sopro que existe em mim, pela terra em que estou a tocar:

Eu conjuro-vos. Pelos nomes secretos dos príncipes dos espíritos que existem em vós.

Pelo nome secreto Tetragrammaton e por todos os outros nomes de poder, eu conjuro-vos. Por ti, Ó resplandecente Anjo Gabriel, com o planeta Mercúrio, Príncipe, Miguel, Michael, e Melchidael, eu conjuro-vos!

Eu vos conjuro novamente, por todos os nomes secretos de Tetragrammaton, para que envies os teus poderes para oprimir, torturar e assediar o corpo, mente e alma de [nome da pessoa desejada aqui], ele(ela) cujo nome aqui esta escrito, (segure o papel) para que ele(ela) venha até mim e concorde de livre vontade com os meus desejos, nunca mais gostando ou amando alguém no mundo que não eu, enquanto eu assim o desejar.”

De seguida, em cima do altar, queime a fotografia e o papel num caldeirão ou similar, junto com o que resta do incenso de Olíbano (que pode ser partido para queimar mais rápido).

Continue, dizendo:

“Que ele (ela) comece agora a sentir a tortura da minha ausência!

Vai! Vai de uma vez! Vai Melchidael, Baresches, Zazel, Firiel, Malcha, e todos aqueles que estão convosco!

Eu conjuro-vos pelo grande Tetragrammaton para fazer o que quero, ou, pelo poder, eu vos mando embora, ou para o abismo.

Obedeçam à minha vontade e eu prometo soltar-vos para voltarem para o vosso lar nas regiões onde habitam.”

De seguida, apague as velas e o círculo, limpando o sal no sentido inverso ao dos ponteiros do relógio.

Deve deitar, para melhores resultados, o sal, as velas e as cinzas em água corrente (rio, mar). Em alternativa, deite no lixo.
O recipiente de metal deve ser lavado para ser reutilizado.

É importante que nem sequer pense que esta amarração vai falhar, porque não vai.

Se bem-feita, nunca falha. Veja, na sua mente, você e o seu amor, de novo reunidos e felizes. Quando isso acontecer, e acontecerá, pense para si “estão livres” – é importante que não se esqueça de o fazer.

Se fez tudo bem, os resultados podem ser visíveis em apenas algumas horas, ou em algumas semanas, nos casos mais difíceis (chegando a demorar um mês para que os resultados apareçam, depende da pessoa a ser amarrada).

Caso se falhe algum pormenor, só se deve repetir a amarração numa lua cheia posterior (um ciclo lunar depois, pelo menos).

É vital que se sigam todos os procedimentos como descrito, ou poderão ocorrer resultados diferentes do esperado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário